Pastor Silas Malafaia é “massacrado” na Web após defender gravidez de criança.

Internautas não concordam com atitude de pastor, e acumulam centenas de críticas.

O líder religioso Silas Malafaia, vem sendo criticado por ter se posicionado contra o aborto da criança de dez anos que foi abusada pelo seus tio desde seus anos.

O pastor Malafaia está sendo “Massacrado”, por ter publicado que é contra o aborto na menina capixaba que foi vítima de violência sexual.

Segundo o ponto de vista jurídico é permitido o aborto em caso oriundo de abuso, bem como se colocar em risco a vida da mãe. Ambas hipóteses se aplicam ao caso da menina do Espirito Santo.
A grande maioria dos internautas se revoltaram a não concordarem com o pastor da igreja Vitória em Cristo, devido isto, houve mensagens de repudio contra Malafaia.

“Você não me representa Pastor! Lamentável! Em nenhum momento o Senhor falou do sofrimento dessa criança de 10 anos, que nem os órgãos ainda tem formado para gerar uma criança” Ressaltou uma internauta.

Malafaia em resposta continuou a defender suas opiniões, ele alega ter conhecimentos técnicos sobre as leis e sobre a ciência médica, apesar dele não ter nenhuma formação na área.

O pastor evangélico afirma que não falaria da Bíblia nem de teologia, no entanto, ele alega que falaria das leis. Ele menciona que o  “desgraçado que comete um estupro tem que ser castrado”. Mas também deixa claro que há uma hierarquia de leis e que a mais importante delas é do direito a vida.

O pastor ressalta “A vida é inviolável e o nascituro é protegido desde a concepção”. Malafaia é total contra o aborto, e deixa claro que sem exceção da menina de apenas dez anos que foi abusa pelo tio e engravidou.

Internautas não concordam com atitude de pastor, e acumulam centenas de críticas.

O líder religioso Silas Malafaia, vem sendo criticado por ter se posicionado contra o aborto da criança de dez anos que foi abusada pelo seus tio desde seus anos.

O pastor Malafaia está sendo “Massacrado”, por ter publicado que é contra o aborto na menina capixaba que foi vítima de violência sexual.

Segundo o ponto de vista jurídico é permitido o aborto em caso oriundo de abuso, bem como se colocar em risco a vida da mãe. Ambas hipóteses se aplicam ao caso da menina do Espirito Santo.

A grande maioria dos internautas se revoltaram a não concordarem com o pastor da igreja Vitória em Cristo, devido isto, houve mensagens de repudio contra Malafaia.

“Você não me representa Pastor! Lamentável! Em nenhum momento o Senhor falou do sofrimento dessa criança de 10 anos, que nem os órgãos ainda tem formado para gerar uma criança” Ressaltou uma internauta.

Malafaia em resposta continuou a defender suas opiniões, ele alega ter conhecimentos técnicos sobre as leis e sobre a ciência médica, apesar dele não ter nenhuma formação na área.

O pastor evangélico afirma que não falaria da Bíblia nem de teologia, no entanto, ele alega que falaria das leis. Ele menciona que o  “desgraçado que comete um estupro tem que ser castrado”. Mas também deixa claro que há uma hierarquia de leis e que a mais importante delas é do direito a vida.

O pastor ressalta “A vida é inviolável e o nascituro é protegido desde a concepção”. Malafaia é total contra o aborto, e deixa claro que sem exceção da menina de apenas dez anos que foi abusa pelo tio e engravidou.

Deixe o seu comentário