Na Bélgica, máscaras de mergulho minimizam a falta de respiradores

Máscaras adaptadas com peças feitas em impressora 3D se tornam solução temporária para pacientes que precisam de cuidados intensivos quando não há leitos nem respiradores disponíveis.

Enfermeira usa máscara facial de snorkel, como parte de uma doação de 50 máscaras de mergulho da cadeia esportiva Decathlon

Enfermeira usa máscara facial de snorkel, como parte de uma doação de 50 máscaras de mergulho da cadeia esportiva Decathlon, transformadas em respiradores para ajudar a tratar pacientes com Covid-19, no Hospital Erasme (Erasmus) em Bruxelas, na Bélgica.

Enfermeira testa uma máscara de mergulho adaptada com acessórios para válvulas respiratórias impressas em 3D.
Enfermeira testa uma máscara de mergulho adaptada com acessórios para válvulas respiratórias impressas em 3D. Diante da sobrecarga nos hospitais de vítimas do novo coronavírus que precisam de respiração artificial, profissionais da saúde estão adaptando máscaras de mergulho para aliviar os pulmões dos pacientes.

Médico mostra máscara adaptada. Projeto surgiu na Itália,
Médico mostra máscara adaptada. Projeto surgiu na Itália, país mais afetado pela pandemia, com mais de 10 mil mortos, e foi adotado em hospitais de outros países, como acontece no centro médico de Erasme, subúrbios de Bruxelas, capital da Bélgica.

Médico mostra parte de uma máscara de mergulho com válvulas respiratórias impressas em 3D
Médico mostra parte de uma máscara de mergulho com válvulas respiratórias impressas em 3D. Válvula, feita sob medida, se ajusta à parte superior das máscaras, que cobrem todo o rosto. A peça conecta a máscara com as máquinas que fornecem ar comprimido ao paciente.

Máscaras são usadas para pacientes que apresentam problemas respiratórios graves.
Máscaras são usadas para pacientes que apresentam problemas respiratórios graves. O objetivo é evitar a necessidade de entubar a traqueia do paciente e colocar um respirador.

Máscaras, fabricadas na Itália, são da mesma marca que as usadas pelos médicos italianos.
Máscaras, fabricadas na Itália, são da mesma marca que as usadas pelos médicos italianos. A loja de material esportivo francesa Decathlon fez a doação

Deixe o seu comentário