Governo de SP anuncia volta às aulas presenciais em 8 de setembro

O Secretário de Estado da Educação de São Paulo, Rossieli Soares, anunciou nesta quarta-feira (24) as regras para o retorno às aulas presenciais. A data prevista para as escolas voltarem a receber alunos é o dia 8 de setembro, conforme antecipou a Record TV e o R7 mais cedo, com rodízio de estudantes na primeira etapa.

Durante a apresentação do plano de retorno, o secretário informou que estudantes do ensino médio poderão optar por um quarto ano, como um reforço para os vestibulares e Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

As aulas devem voltar de maneira gradual de acordo com o plano apresentado pelo governador João Doria (PSDB). As normas valem para a rede pública e particular de todo o estado e também para todos os níveis, da educação infantil até ensino superior. A educação complementar, como cursos livres e de línguas, também entram nesse plano de ação.

Governo de SP anuncia volta às aulas presenciais em 8 de setembro

A retomada será realizada em três etapas. Na primeira fase, serão atendidos 35% dos alunos, preservando distanciamento de 1,5 m entre eles. Na etapa 2, 70% e, por fim, o chamado “novo normal”.

As condições de retorno da educação para reabrir as escolas são: todas as diretorias regionais de saúde têm de estar na fase amarela. Na etapa 2, 60% dos departamentos regionais de saúde devem estar, por 14 dias, na fase 4 (verde). Na etapa 3, 80% das diretorias regionais de saúde precisam estar, por 14 dias, na fase 4 (verde). O retorno não será regional, apenas para as atividades laboratoriais.

“Só vamos voltar de acordo com as orientações da Saúde e que tenhamos segurança para o estudantes e também para toda a comunidade escolar”, destacou Rossieli Soares.

As escolas devem adotar o ensino remoto combinado com o retorno gradual das atividades presenciais. O protocolo detalhado, com as orientações de higienização e saúde, deverá ser apresentado na primeira semana de julho.

Deixe o seu comentário