China manda equipe que inclui médicos para assessoria em relação a Kim Jong-un, diz agência

A China enviou uma equipe que inclui médicos à Coreia do Norte para assessorar o país em relação ao ditador Kim Jong-un, informaram três fontes à agência Reuters nesta sexta-feira (24).

A viagem da comitiva, que também inclui autoridades chinesas, ocorre em meio a relatos divulgados na imprensa ocidental de que o norte-coreano está em tratamento após passar por cirurgia cardiovascular.

Segundo a Reuters, não é possível determinar nada sobre a saúde de Kim Jong-un apenas com os relatos da visita da comitiva chinesa ao ditador da Coreia do Norte.

As especulações sobre o estado de saúde de Kim continuam porque, segundo a agência sul-coreana Yonhap, o jornal oficial do regime norte-coreano não deu nenhuma notícia sobre as atividades do ditador na edição desta sexta.

O que se sabe sobre o estado de Kim

Os rumores sobre o estado de saúde de Kim começaram quando, em 15 de abril, ele faltou às comemorações de aniversário de 108 anos de Kim Il-Sung — avô do atual ditador e considerado até hoje o “Grande Líder” da Coreia do Norte, mesmo morto em 1994.

Deixe o seu comentário